29/10/2018 09h11

TRE de MS foi o 1º a terminar apuração, diz presidente ao anunciar resultado

 

Todos os votos do Estado foram contabilizados às 18h37; Reinaldo se reelegeu com 52,35%


(Foto: Marina Pacheco)

Presidente do TRE-MS, João Maria Lós, em discurso após término da apuração. Presidente do TRE-MS, João Maria Lós, em discurso após término da apuração.

Mato Grosso do Sul foi o primeiro Estado a terminar a apuração no Brasil, de acordo com o presidente em exercício do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de MS), João Maria Lós, no começo da noite deste domingo (dia 28).

As urnas estavam 100% apuradas às 18h37. Lós ressaltou que a eleição foi tranquila e agradeceu os mesários, polícias envolvidas e a OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil seccional de MS), Mansour Elias Karmouche.

No total, 112 urnas apresentaram problemas, das quais, 55 precisaram de ajustes e 57 foram substituídas. O presidente comentou que houve prisões - ao menos seis -, mas, apesar disso, não houve nenhum caso grave.

Resultado - A eleição terminou com Reinaldo Azambuja (PSDB) sendo reeleito com 52,35% dos votos, o que representa 677.310, e Odilon de Oliveira (PDT) terminou com 47,65%, que são 616.422.

Em Mato Grosso do Sul, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) venceu com 65,22% dos votos, que são 872.049, e Fernando Haddad (PT) teve 34,78%, o que representa 465.025.

 

Mayara Bueno e Leonardo Rocha/Campo Grande News

Envie seu Comentário