27/10/2018 13h39

Juiz Eleitoral entrega urna para a equipe da Corregedoria do TRE/MS em Ribas do Rio Pardo para auditoria

 

De acordo com o presidente do TRE-MS, João Maria Lós, seis urnas foram eleitas para passar pela medida de segurança.


Divulgação/TRE/MS

Juiz Eleitoral entregando a urna para a equipe da Corregedoria do TRE/MS em Ribas do Rio PardoJuiz Eleitoral entregando a urna para a equipe da Corregedoria do TRE/MS em Ribas do Rio Pardo

Hoje às 9h foi realizado em Campo Grande o sorteio da Votação Paralela, uma das formas de auditoria das urnas eletrônicas. Três urnas são sorteadas no Estado e recolhidas pelo TRE para que sejam registrados votos públicos em Campo Grande no domingo, paralelamente à votação que acontece nas cidades.

A votação paralela é feita usando títulos eleitorais reais da seção. Assim como há possibilidade de o presidente de seção liberar a votação mesmo onde há biometria, exclusivamente nesse dia é liberada votação para pessoas designadas pelo TRE registrarem os votos públicos.

A votação paralela é feita publicamente, com gravação contínua (ou seja, sem cortes) durante o domingo da eleição. Os votos públicos são anotados à parte e, quando a urna é encerrada, é comparado se o boletim de urna contém os votos feitos publicamente. Os votos da urna que foi levada pra CG não são contabilizados na apuração da eleição. Eles servem apenas para mostrar que a urna está contando votos corretamente.

A urna original foi levada para CG, mas outra será colocada em seu lugar para os eleitores votarem normalmente em Ribas. O sorteio foi feito quando nossa urna escolhida já estava inclusive com a mesária, Marea Zener, Presidente da Seção 39. Ligamos pra ela, ela retornou com a urna para o Cartório e mandamos a urna no helicóptero que veio de CG buscar a máquina. Agora à tarde ela receberá nova urna, preparada para a Seção 39.

Justiça Eleitoral – 32ª ZE/MS

vempraurna

Extrato da nova inseminação feita na urna.
 

Divulgação/TRE/MS

Envie seu Comentário