12/01/2019 08h38

Polícia Civil e Polícia Militar, fecha "boca de fumo"

 

Depois da busca realizada no local e encontro de considerável quantidade de drogas, prontas para entrega a terceiros


Divulgação PCMS

Foram encontrados: 7,4 g de cocaína, fracionados em 16 papelotes; 1,6 g de pasta-base de cocaína (crack), fracionados em 06 papelotes; e mais 16,30 g da mesma substância (pasta-base de cocaína – crack), fracionados em 2 pedras, mas que poderiam ser repartidos, ainda, em várias porções, além de R$ 74,50 (setenta e quatro reais e cinquenta centavos) em dinheiro trocado. Foram encontrados: 7,4 g de cocaína, fracionados em 16 papelotes; 1,6 g de pasta-base de cocaína (crack), fracionados em 06 papelotes; e mais 16,30 g da mesma substância (pasta-base de cocaína – crack), fracionados em 2 pedras, mas que poderiam ser repartidos, ainda, em várias porções, além de R$ 74,50 (setenta e quatro reais e cinquenta centavos) em dinheiro trocado.

Na noite desta sexta-feira, dia 12 de janeiro de 2019, a Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar, derruba mais uma "biqueira", desta vez a conhecida "Biqueira da Lilita".

Conforme o apurado, há meses o S.I.G. (Setor de Investigações Gerais) vem investigando a pessoa de Joana Moura Cordeiro Escobar (48), vulgo LILITA, e seu companheiro Laércio Andrade (48), justamente por serem ligados ao tráfico de drogas.

No dia 11 de janeiro de 2018, em razão de receber denuncia anônima a equipe de Policiais Civis, acompanhada do Delegado, Dr. Bruno Santacatharina, resolveu montar uma campana nas proximidades da Biqueira de Lilita e de seu companheiro Laércio, visando identificar usuários adquirindo drogas naquele ponto de tráfico.

Após horas de campana, os policiais civis puderam visualizar usuários comprando a droga tanto das mãos de Lilita quanto das mãos de Laércio. Em dado momento, um usuário parou de moto em frente à biqueira e comprou drogas do casal, sendo que os policiais civis visualizaram o exato momento em que o usuário recebeu o entorpecente e entregou o dinheiro a Lilita e Laércio.

Diante disso, a equipe de policiais civis resolveu perseguir o usuário, com a viatura, vindo a abordá-lo apenas no Bairro Jabour.

No ato da abordagem, o usuário confessou que adquiriu a droga do casal, para seu uso próprio, bem como entregou espontaneamente o entorpecente para apreensão.

Ato contínuo, a Polícia Civil solicitou apoio da Polícia Militar para entrada na residência do casal e auxílio na busca domiciliar.

Ao adentrarem na residência do casal criminoso, os policiais, civis e militares, encontraram mais entorpecentes, além daquele encontrado anteriormente com o usuário, foram encontrados: 7,4 g de cocaína, fracionados em 16 papelotes; 1,6 g de pasta-base de cocaína (crack), fracionados em 06 papelotes; e mais 16,30 g da mesma substância (pasta-base de cocaína – crack), fracionados em 2 pedras, mas que poderiam ser repartidos, ainda, em várias porções, além de R$ 74,50 (setenta e quatro reais e cinquenta centavos) em dinheiro trocado.

Depois da busca realizada no local e encontro de considerável quantidade de drogas, prontas para entrega a terceiros, além de dinheiro trocado, foi dada voz de prisão a Joana Moura Cordeiro Escobar, vulgo LILITA, e a seu companheiro Laércio Andrade, arrolando-se o usuário Wilson Alves Bitencourt como testemunha, sendo todos os envolvidos conduzidos à Delegacia de Polícia para a tomada das providências legais.

 

PCMS

comments powered by Disqus