15/05/2019 15h35

Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo esclarece roubo ocorrido em conveniência no Bairro Nossa Senhora da Aparecida

 

Depois de dias de investigações, a Polícia Civil conseguiu chegar ao suspeito, indivíduo que possuía características semelhantes ao autor do roubo visualizado nas câmeras de segurança.


Divulgação PCMS/SIG

Imagens das câmeras de segurança, um indivíduo alto, magro, negro, de boné vinho, blusa vermelha e calça jeans azul teria adentrado no estabelecimento comercialImagens das câmeras de segurança, um indivíduo alto, magro, negro, de boné vinho, blusa vermelha e calça jeans azul teria adentrado no estabelecimento comercial

Na manha desta quarta-feira (15), o S.I.G. (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo esclareceu roubo que aconteceu há uma semana, em uma conveniência, situada no Bairro Nossa Senhora da Aparecida.

De acordo com o boletim de ocorrência, além de imagens das câmeras de segurança, um indivíduo alto, magro, negro, de boné vinho, blusa vermelha e calça jeans azul teria adentrado no estabelecimento comercial e, portando uma faca, ameaçado a vítima e exigido todo o dinheiro do caixa.

A vítima, temendo por sua própria vida, entregou, de pronto, em torno de R$ 600,00 (seiscentos reais) ao assaltante.O suspeito tomou a quantia para si e empreendeu fuga.

Depois de dias de investigações, a Polícia Civil conseguiu chegar ao suspeito Caio R. de A. (18), indivíduo que possuía características semelhantes ao autor do roubo visualizado nas câmeras de segurança.

Sendo assim, o suspeito foi conduzido à Delegacia de Polícia para fins de reconhecimento pessoal, sendo que, na ocasião, a vítima o reconheceu, sem sombra de dúvidas, como sendo, realmente, o autor do roubo. Além do reconhecimento feito pela vítima, os policiais civis localizaram o boné utilizado para a prática do crime.

Caio possui extensa ficha criminal, já tendo respondido a vários atos infracionais enquanto adolescente, tais como roubo, furto, tráfico, ameaça, desacato, etc., e a crimes enquanto adulto, como receptação, ameaça e roubo.

Dessa vez, o autor irá responder por mais um roubo e, caso seja condenado, poderá pegar até 10 anos de prisão.

 

PCMS/SIG

Envie seu Comentário