08/08/2017 15h08

PM de Ribas recupera carro e moto roubados em Goiás e prende homem

 

Os policiais retornaram ao local e receberam a informação de populares que um homem suspeito esteve lá na estrada vistoriando o carro.


Por: Rodrigo dos Santos/Rádio90FM

FOTOS: Divulgação PM

Guarnição da PM com os policiais sargento Augusto e soldado Thiago foi até o local e encontrou o carro com placas de Goiás, só que com lacre de Tocantins. No interior do carro eles encontraram a moto desmontada.Guarnição da PM com os policiais sargento Augusto e soldado Thiago foi até o local e encontrou o carro com placas de Goiás, só que com lacre de Tocantins. No interior do carro eles encontraram a moto desmontada.

Por meio de denúncia anônima, pelo telefone 190, a Polícia Militar de Ribas do Rio Pardo recebeu a informação na noite da última quinta-feira, dia 3 de agosto, que um veículo gol de cor cinza, estava abandonado na MS 357, zona rural de Ribas com uma moto dentro, no banco de passageiros traseiro.

Guarnição da PM com os policiais sargento Augusto e soldado Thiago foi até o local e encontrou o carro com placas de Goiás, só que com lacre de Tocantins. No interior do carro eles encontraram a moto desmontada.

De volta ao Pelotão, os policiais verificaram através do sistema de informações da polícia que tanto o carro como a motocicleta tem ocorrência de roubo e furto na cidade de Luziânia, Goiás.

Os policiais retornaram ao local e receberam a informação de populares que um homem suspeito esteve lá na estrada vistoriando o carro. Na sexta-feira, dia 4, os veículos foram guinchados para um local apropriado.

Os policiais avistaram na cidade, indivíduo com as características informadas pelas pessoas e prenderam Higley de Oliveira Nascimento de 31 anos, goiano de Luziânia.

Na delegacia ele contou que saiu de Goiás no dia dois com os veículos e, estava acompanhado de outro homem. A intenção era vender os veículos em Campo Grande. Se a venda desse certo ele ficaria com uma parte.

O homem foi entregue na Delegacia de Polícia Civil e está disposição da Justiça.

 

Envie seu Comentário