.Economia /

Publicada em segunda-feira, 14 de outubro

voltar

Aumentar letraDiminuir letraEnviar por emailvoltar

RIBAS DO RIO PARDO: De terra do boi para capital do eucalipto

Tudo caminha para que Ribas do Rio Pardo troque o título de "Capital do Boi" pelo de "Capital do Eucalipto" e volte aos tempos em que a madeira era a base da economia do município.

Por FOTO: Divulgação
Segundo a reportagem de Adriana Molina, ele ainda calcula que, por conta da nova indústria, a participação do setor florestal nos cofres municipais deva saltar de 30% para 60% da arreca

Por: Da Redação

Tudo caminha para que Ribas do Rio Pardo troque o título de “Capital do Boi” pelo de “Capital do Eucalipto” e volte aos tempos em que a madeira era a base da economia do município. A notícia de que uma fábrica de celulose chegará à cidade no próximo ano já faz com que a prefeitura estime um salto de 354,5% na área plantada com florestas comerciais até 2017, saindo dos atuais 110 mil hectares para 500 mil hectares. A reportagem especial está na edição de hoje (14) do jornal Correio do Estado.

 

“Temos capacidade para isso, tanto que já atingimos essa quantidade entre 1970 e 1980. Mas, na época, não havia mercado para tanta madeira, então os produtores foram desistindo”, lembra o vice-prefeito e secretário de Indústria, Comércio e Turismo do Município, Paulo Tucura.

 

Segundo a reportagem de Adriana Molina, ele ainda calcula que, por conta da nova indústria, a participação do setor florestal nos cofres municipais deva saltar de 30% para 60% da arrecadação total, nos próximos anos. Isso porque a nova indústria, anunciada pelo governador André Puccinelli – a terceira do Estado –, tem previsão de processar 2 milhões de toneladas de celulose por ano, quase o dobro das atuais capacidades de cada uma de suas concorrentes em Três Lagoas: Fibria (1,2 milhão de toneladas) e Eldorado (1,5 milhão de toneladas).

 

Mas o investidor da fábrica ainda permanece em segredo, por questões de mercado, de acordo com Puccinelli. Comenta-se na pequena cidade, de 22 mil habitantes, que, por trás do empreendimento bilionário, está o considerado “Homem das Florestas”, ex-presidente da Eldorado Celulose e empresário Mário Celso Lopes.

Fonte: Correio do Estado

voltar

Aumentar letraDiminuir letraEnviar por emailvoltar

Inicial » Voltar para a capa do site

Notícias »Visualize todas notícias do site

Classificados » Cadastre seu anúncio grátis

Eventos » Festas e evento da cidade e região

TV90 » Vídeos do site

Expediente » Conheça o expediente da Rádio

Fale Conosco » Entre em contato com a Rádio